ANUNCIO

ANUNCIO
.
Create your survey with SurveyMonkey

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Prefeitura de Filadélfia volta a descontar no salário do servidor, dívidas de banco falido.


Mais uma vez o Setor de Recursos Humanos da Prefeitura de Filadélfia sai na frente no quesito irresponsabilidade. Entendam, há quase um ano e meio havia um contrato com o Banco Cruzeiro do Sul para descontar até 10% do servidor em fatura de cartão de crédito. Entretanto, o Cruzeiro do Sul faliu, e para não gerar apropriação indébita por parte do Município, pois com a falência do Banco Cruzeiro do Sul houve quebra de Contrato, e não havia nenhuma entidade para receber o que era descontado do servidor, deixamos de descontar, para que cada servidor negociasse diretamente com a nova entidade financeira que seria o Banco Panamericano. Agora, após todo esse tempo o Setor de Recursos Humanos volta a descontar no salário do servidor.

Perguntar não ofende:

Que interesses obscuros existem por traz disso?

Porque pelo que sei nenhum servidor assinou novamente tal autorização, uma vez que a autorização que existe é antiga, não tem valor jurídico legal, pois foi firmado com uma instituição financeira falida, e agora é outra instituição. Por que então não deixar que o servidor negocie seu próprio débito, se é que existe?

Acorda servidor, o honestinho Anderson já prejudicou muitos servidores no Imposto de Renda, na RAIS, e agora surge essa novidade. Obscuridade na volta desse desconto, não aceitem. Procure os meios judiciais, até porque pode ser que descontem e não repassem, como estamos vendo certos casos ai.

Por: Valdinei Carneiro Oliveira


http://4.bp.blogspot.com/-0gMJZThMRyE/UdP6il8sqWI/AAAAAAAADsw/D3RVNhMCSfw/s691/BARRA2.gif

Nenhum comentário: