Cavalgada dos amigos

Cavalgada dos amigos
Create your survey with SurveyMonkey

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Palmeiras vence Botafogo e fica perto do título

Em um jogo cercado por expectativa, o Palmeiras venceu o Botafogo por 1 a 0, neste domingo, em São Paulo, com gol de Dudu. A vitória não foi suficiente para o tútulo antecipado já que, no Mineirão, o vice-líder Santos empatou com o Cruzeiro em 2 a 2. Foi o quarto jogo seguido sem vitória do Botafogo, que, com a vitória do Atlético-PR sobre o Sport e do Grêmio sobre o América-MG, ambos por 2 a 0, tem apenas três pontos de vantagem sobre o primeiro time fora da zona de classificação para a Libertadores.

— Eles tiveram a oportunidade e fizeram o gol. O Brasileiro é assim. Perdemos pontos e agora temos que fazer uma grande partida em casa contra a Ponte Preta — lamentou o volante Dudu Cearense.
Sem Aírton, suspenso, e Bruno Silva, com virose, Jair Ventura surpreendeu na escalação. Se havia a expectativa de Sassá entrar no início, num esquema de três zagueiros, o técnico optou pela entrada de Emerson Silva, o que levou o zagueiro Emerson Santos para a lateral direita e o lateral-direito Alemão para o meio-campo. Em pouco tempo, com o time da casa tomando conta da partida, a formação alvinegra mudou, com Alemão atuando como lateral e Emerson Santos se juntando a um trio de zagueiros.

No primeiro tempo, o que se viu foi um Botafogo incapaz de segurar a bola. Com Camilo marcado e sobrecarregado na criação, os atacantes precisavam voltar para participar do jogo e acabam se distanciando da área. Apesar dos 71% de posse de bola dos donos da casa, o alvinegro assustou em contra-ataques, a melhor delas aos 35 minutos. Camilo mantou a bola na área, Neílton desviou e sobrou para Pimpão, na cara de Jaílson, chutar fraco, facilitando a vida do goleiro.

Em outra grande chance da partida, aos 44, o zagueiro Joel Carli não teve categoria suficiente para marcar quando recebeu cruzamento de Camilo na área. Sem jeito, o argentino chutou com a perna direita e a bola bateu em sua perna esquerda antes de sair. No fim do primeiro tempo, em disputa de bola com Zé Roberto, Alemão torceu o pé direito e teve que ser substituído. O volante Fernandes entrou em seu lugar.

Apesar de duas boas chances, talvez as mais claras da primeira etapa, era o Palmeiras que assumia o controle do jogo. C om liberdade, o volante Moisés aparecia com frequência no ataque. Aos 14, ele quase marcou de cabeça, obrigando Sidão a uma boa defesa. Aos 26, em boa jogada do volante, Róger Guedes cruzou para Gabrel Jesus perdeu chance na cara do gol. Três minutos depois, Sidão defendeu chute de Dudu, um dos que mais assustava.

Paralelamente, a torcida acompanhava o jogo entre Santos, vice-líder, e Cruzeiro, no Mineirão, em jogo que importante na disputa pelo título. Aos 22, a Arena Palmeiras comemorou o gol do time mineiro. Após a volta ao intervalo, enquanto a partida em São Paulo marcava quatro minutos, Ricardo Oliveira empatou para o Santos. Aos 17, virou com gol de pênalti de Ricardo Oliveira.

Ao mesmo tempo que o Santos virava, o Palmeiras abriu o placar em São Paulo. Se voltou melhor para a segunda etapa, saiu para o jogo e criou duas boas chances de marcar no começo, o Botafogo pagou o preço num contra-ataque palmeirense. Gabriel Jesus cruzou e o baixinho Dudu, marcado de longe por Carli, marcou de cabeça.

Atrás no placar, Jair Ventura colocou o time definitivamente ao ataque. Aos 22, tirou o volante Dudu Cearense para a entrada de Sassá, que, em seu primeiro minuto em campo, tomou um cartão amarelo por reclamação. Nervoso em campo, o Botafogo viu Fernandes tomar amarelo aos 33 e, após também reclamar com o juiz, ser substituído. Leandrinho entrou em seu lugar.

Quando o relógio marcava 44 pontos em São Paulo, o zagueiro Manoel empatou com o Santos, no Mineirão. O gol deixou o Palmeiras, muito perto do título, que pode acontecer na próxima rodada, contra a Chapecoense, também na Arena Palmeiras.

O Globo

Nenhum comentário: