ANUNCIO

ANUNCIO
.
Create your survey with SurveyMonkey

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Dinheiro em Caixa: Veja os valores recebidos por Filadélfia e outros municípios da complementação ao Fundeb.

Nesta terça-feira, 1º de fevereiro, Municípios receberam recursos referentes à integralização da complementação da União ao Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) de 2016 e à primeira parcela de 2017 dessa complementação.

A Confederação Nacional de Municípios (CNM) explica que durante o ano de 2016 foram pagos 85% dos recursos da complementação da União ao Fundo, e os 15% restantes são pagos sempre no mês de janeiro do ano subsequente. A entidade lembra que esse repasse da integralização acontece somente em janeiro em cumprimento ao calendário da complementação da União estabelecido na Lei 11.494/2007, que regulamenta o Fundeb.

A CNM também esclarece que a parcela da complementação da União em 2017 está dividida em “complementação da União” e “complementação da União ao piso”.

A Confederação ressalta que recebem esta complementação os Municípios dos Estados de Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Maranhão, Pará, Paraíba, Pernambuco e Piauí.

O presidente da CNM, Paulo Ziulkoski, reforça que "é preciso que os gestores municipais acompanhem os lançamentos em suas contas para que o planejamento municipal da área da Educação não fique prejudicado".

Segundo o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), o valor total dos repasses efetuados na data de hoje é de R$ 2,6 bilhões e já está disponível nas contas dos Municípios.
Em pesquisa ao site do Banco do Brasil o Blog Diga Filadélfia identificou os seguintes valores recebidos pelos municípios da região.

Filadélfia - R$ 665.970,10
Ponto Novo -  R$ 690.279,45
Senhor do Bonfim R$ - 1.737.183,53
Jaguarari - R$ 888.182,59 C
Campo Formoso- R$ 2.575.445,91
Itiúba R$ 1.608.049,01 
Pindobaçú-  R$ 933.103,24 
Andorinha – R$ 539.732,36 
Caldeirao Grande - R$ 580.607,09
Redação
Diga Filadélfia com informações do Portal CNM e BB
Seção de Comunicação Social

Nenhum comentário: