ANUNCIO

ANUNCIO
.
Create your survey with SurveyMonkey

segunda-feira, 13 de março de 2017

Vereador indignado com o Banco do Brasil em Filadélfia divulga Nota de Repúdio.

O vereador Janoário do Cartório Presidente da Câmara de vereadores de Filadélfia está preocupado com a situação dos usuários do Posto Avançado do Banco do Brasil. O vereador está fazendo e muito bem o seu papel, que é elaborar leis e fiscalizar. Confira a nota.

NOTA DE REPUDIO À CONDUTA PRATICADA POR PREPOSTOS DO BANCO DO BRASIL EM FILADÉLFIA.

Atuando como legitimo representante do povo, o Presidente da Câmara Municipal de Filadélfia, Vereador Janoario Ferreira de Oliveira, apresenta nota de repudio à atuação de prepostos do Posto Avançado do Banco do Brasil em Filadélfia, especificamente quanto a negativa de abrir "Conta Salário" para servidores públicos municipais vinculados ao Poder Legislativo.

A abertura da Conta Salário é dever do Banco e direito do assalariado que utiliza dos serviços apenas para receber a remuneração tão arduamente conquistada, sem que lhe seja cobrada taxa de manutenção ou outros encargos que apenas diminuem os valores indispensáveis para sua subsistência.

Por diversas vezes, este vereador buscou resolver o problema da negativa de abertura de conta salário, tratando diretamente com a gerente da Instituição em Filadélfia, seja de forma presencial ou por telefone, chegando ao ponto de solicitar a abertura de conta poupança para os referidos servidores e que foi respondido que nào poderia abrir conta salário e que conta poupança é para guardar dinheiro.

Qual o intuito de negar a abertura de conta salário? Pagamento de taxas desnecessárias? Alcance de metas individuais dos bancários? Lucrar com os juros cobrados quando o servidor retira todo o seu salário para pagar suas contas e não deixa saldo para arcar com tarifas desnecessárias?

O Banco Central do Brasil e o próprio Banco do Brasil determinam a abertura da referida conta sem o pagamento das taxas de abertura e manutenção com o fornecimento dos serviços básicos que os servidores desejam, que diga-se de passagem são os que realmente importam.

É importante registrar que o pagamento de taxas para correntistas do Município de Filadélfia é descabido, pois não estão mais sendo prestados os serviços de forma integrai, forçando os munícipes a se deslocar para outras cidades para fazerem saques e depósitos o que gera custos aos clientes. Se somarmos os custos com deslocamento e demais gastos para utilizar os serviços do Banco do Brasil com as taxas que pagamos o valor assusta, além dos riscos decorrente das viagens.

A conduta praticada é repudiável, incompreensível e ilegal, e de antemão vamos promover as medidas judicias cabíveis para garantir que os servidores da Câmara de Vereadores tenha, se for do interesse destes, aberta conta salário, para receber seu vencimento mensais, sem que lhe seja cobrada nenhuma taxa.

Por fim, a atuação deste vereador e Presidente da Câmara vai continuar a ser no sentido de cobrar do Banco do Brasil e demais instituições tenham maior respeito com os munícipes de Filadélfia, fiscalizando no que infrinjam a Lei.

Essas são às singelas palavras desse defensor do povo que está à disposição para atuar dentro de suas prerrogativas, como é o presente caso.

Filadélfia-BA, 10 de março de 2017.

Janoário Ferreira de Oliveira.
Presidente da Câmara de Vereadores de Filadélfia-Ba

Nenhum comentário: