POSTAGENS RECENTE

Paralisação dos professores é inevitável confirma SISEF.

Paralisação dos professores é inevitável porque o Governo da Reconstrução não deixou outra alternativa, e SISEF espera que todos os educadores de todo o município estejam aderindo a paralisação de 24 horas. E espera também que outras categorias parem também em forma de mostrar força sindical.

A paralisação acontece nesta quarta-feira, dia 02 de maio, um dia após a comemoração do dia do trabalhador. O que deixa os servidores indignados pela não valorização,.

Entenda o Porque da Paralisação:

Segundo informações do diretor do Sisef, Valmir Dantas, os professores vem sofrendo prejuízos desde 2017, quando a atual administração congelou o avanço na diferença de nível dos professores de acordo com a formação de cada profissional, já neste ano de 2018, a situação piorou, pois além de congelar o avanço para regulamentação na diferença de nível, o administração municipal está negando até mesmo de fazer o reajuste de 6,81% de acordo com a Lei 11.738, de 2018, regulamentada o valor através da portaria nº 1.595 de 8 de Dezembro de 2017.

Segundo informações do Sindicato, desde Janeiro que vem fazendo reunião com o Prefeito Municipal e o Secretario de Educação, mas, não tem obtido sucesso nessa pauta, o Sisef informa ainda que desde 2013 essa é a primeira vez que o município se nega a atualizar o reajuste dos professores no mesmo percentual da atualização do Governo Federal, que vale ressaltar que foi a menor desde a criação do Piso Nacional do Magistério.

Ainda segundo o diretor do Sisef a previsão do recurso do FUNDEB para 2018 terá um aumento significativo referente a 2017, por esse motivo não entende porque a administração nega a fazer o reajuste linear no valor de 6,81% para todos os Professores da Educação Básica.


Filadélfia em Noticias.

Nenhum comentário